Vários sites, incluindo o Google, usam uma técnica para observar e controlar o teu comportamento online

  • ATENÇÃO - não estás seguro na net!
    Detectámos que estás a usar o IP 107.22.118.242 e que estás em Ashburn (ou perto) no país United States. Se nós conseguimos saber isto, os outros sites por onde andas também conseguem.

    Compra aqui a tua VPN profissional e navega seguro na Internet!

  • Vários websites, incluindo Google Analytics, Google, Facebook, YouTube e Twitter estão a obter informações tuas que provavelmente não deviam.

    A técnica chama-se “audio fingerprint” e foi demonstrada possível por dois universitários. O que esta técnica faz é, de forma simples, permitir identificar, através dos sinais de audio (e não o som) emitidos e “capturados”, mas inaudíveis, saber que browser usas e outras informações.

    Esta técnica faz também uso da falha WebRTC, que permite identificar as pessoas que usam VPN e saber qual o IP real deles.

    Este método, conforme já indicado, não tem nada a ver com o teu microfone, mas sim com a forma como o sinal audio é processado (e não gravado).
    Uma API envia um sinal de baixa frequência ao computador, e espera o seu retorno. No retorno, existe a informação de como ele foi processado, identificando o hardware e software utilizado.

    Estes dados são depois usados para ajustar publicidade aos teus comportamentos online, mantendo-te mais susceptível ao click ou à compra de um determinado produto.

     

    Como saber se estou vulnerável?

    Resposta simples: estás.
    Mas há forma de evitar que isso seja um problema, nomeadamente utilizando uma VPN. A TorGuiard, uma VPN que o Hackers Portugal recomenda, não tem problemas com o WebRTC., tendo sido das primeiras VPNs a corrigi-lo quando foi descoberto.

    Para uma máxima segurança, deverás ainda utilizar o Epic Browser, um browser que minimiza os riscos de segurança envolvidos na navegação pela Internet.

    Estas duas ferramentas, só por si, não impedem a identificação da audio fingerprint. Mas, com a VPN e com o browser a enviar o mínimo de dados possíveis, nunca poderão dizer que o hardware X pertence à pessoa Y, porque o teu IP está escondido.

    Se quiseres ver o audio fingerpint em acção, poderás consultar este site e fazer um teste. O uso de vários browsers e hardware dará diferentes resultados para cada utilizador.

     

    d93261046bb39916a86d061305fbc91d

     

    Como podes verificar pela imagem acima, são vários os sites “de topo” que usam esta técnica.

    O estudo está disponível aqui em PDF, Por agora, não há como evitar esta obtenção de dados teus comportamentos, mas sim evita-la ao máximo com as dicas dadas acima.

    Partilhe no Facebook
    Loading...