Telegram deixa muito a desejar em termos de segurança

Loading...

O popular cliente de mensagens Instagram, rival do WhatsApp e Messenger do Facebook, está a passar por momentos difíceis.
O popular cliente de comunicação tem uma falha bastante avançada que, desde Março de 2017 estava a ser bastante usada, de acordo com o Kaspersky.

De acordo com os investigadores, o bug permitia efetivamente usar o CPU e fazendo dinheiro em “nome” dos cibercriminosos.
Não é ainda claro quem ou quantas pessoas usaram esta técnica para benefício próprio, mas o Kaspersky Lab identificou vários cenários onde isso é possível de acontecer.

Embora a falha tenha sido corrigida, há ainda outro problema o problema principal que nos leva a este post: o Telegram não é seguro.

“Out of the box” inseguro

O Telegram mostra-se no seu site oficial como uma app segura, no entanto, o serviço de “cloud chat” guarda os dados em plain texto nos servidores deles. Ao contrário do “secret chat”, que efetivamente faz uma comunicação cliente-cliente que é, na realidade, segura.

No entanto, aquilo que começas a usar mal abres a app é o chat normal, ou seja o chat inseguro. Apenas uma pessoa que passe algum tempo a olhar para a app e as suas funções pode “descobrir” o secret chat. Por outro lado, o secret chat não é multi-plataforma, ou seja, falas com uma pessoa no teu Android, e esse chat não te aparece no Desktop.
O Signal, por exemplo consegue sincronizar ambos os chats no mesmo dispositivo.

Podes ler ainda mais informação sobre a segurança do Telegram aqui.

 

O que devo fazer

Se queres uszar o Telegram, certifica-te sempre que estás a usar o Secret Chat. É uma opção que podes encontrar na janela de conversação com a pessoa que estás a falar.
Podes ainda procurar alternativas, como o Signal, do qual já temos falado inúmeras vezes.

Partilhe no Facebook
Loading...