Hacker que denunciou violadores vai ter mais tempo de prisão do que os próprios violadores

Por vezes, ser um “hacker do bem” pode-te causar problemas. Foi o que aconteceu a este membro dos Anonymous.

Em 2012 membros de uma equipa de futebol Ohio, Estados Unidos violaram duas raparigas de 16 anos, Trent Mays e Ma’lik Richmond.

Foi nessa altura que Deric Lostutter, conhecido online como KYAnonymous, decidiu entrar no site da escola, numa secção privada, e fazer o download do vídeo e publica-lo online bem como outras provas dos acontecimentos.

A boa acção estava feita: os violadores apanharam dois anos de prisão.

Mas nada fazia prever que, quem potenciou a descoberta da verdade, fosse na realidade apanhar mais anos de prisão do que os violadores.

De acordo com documentos oficiais, o hacker deu-se como culpado no ataque ao site da escola. Embora as suas acções tenham levado à descoberta de violadores e à sua condenação, o equivalente ao Ministério Público nos Estados Unidos decidiu acusá-lo.

 

O julgamento será a 8 de Março de 2017, mas para já sabe-se que a pena de prisão pelo crime que cometeu pode ir até dez anos e poderá ter que pagar até 250 mil dólares. Os violadores levaram apenas dois anos de prisão.

 

Compra aqui a tua VPN
Partilhe no Facebook

Floating Widgets