Há mais 50 sites supostamente “piratas” bloqueados em Portugal

Portugal, terra da censura cibernética.

Desde o ano passado que um acordo, sem julgador, julgamento ou julgados, assinado por Movimentos Cívicos e instituições não acreditadas pelo sistema judicial, permite o bloqueio de sites em Portugal que sejam considerados “piratas”.

O memorando de entendimento estipula isso mesmo: sem um Tribunal, sem um juiz, apenas e só por considerações.

A lista já vai longa, sendo que agora são 183 os sites bloqueados em Portugal, incluindo a lista de 50 que foi bloqueada há poucos dias.

Mas e se eu quiser aceder a um desses sites?

Pouco tempo depois do bloqueio, surgiram várias formas de aceder aos sites. A mais fácil é a extensão para Chrome chamada Ahoy!, que ao navegar, se detectar a entrada num dos sites bloqueados, irá fazer o ‘routing’ do tráfego por proxys para que possam aceder aos sites sem dificuldade. A lista completa de sites bloqueados pelo Ahoy! pode ser encontrada aqui, e a lista é comparável aos sites actualmente bloqueados.

Outra alternativa é o browser Epic, que tem um proxy dos UYSA integrado nas suas funções de privacidade.

 

#ruicruz

Compra aqui a tua VPN
Partilhe no Facebook

Floating Widgets