Facebook tenta bloquear mandados que obrigam a rede social a dar dados de 381 perfis

O Facebook tem tentado parar uma série de mandatos emitidos por juiz de Nova Iorque por serem demasiado evasivos. Dos 381 perfis pedidos, apenas os donos de 62 cometeram um crime.

Se não cometeste crime nenhum, podes ter o “azar” de estar numa lista.
Esta é a ideia que o Facebook não quer transmitir, impedindo a todo o custo o Tribunal de Nova Iorque, USA, que solicitou fotos, idade, ideologias políticas, informações da timeline, mensagens privadas e outros dados de 381 perfis de Facebook, de conseguir tal acesso.

Curiosamente, desde 381 apenas 61 estão indiciados pela prática de um crime.

A equipa de advogados da rede social invocou que os mandatos violam a Quarta Emenda da Constituição dos Estados Unidos no entanto o Tribunal indicou que tal não se verifica porque a privacidade não é um tópico abordado especificamente no “contrato” que é assinado quando alguém se regista no Facebook.

O Facebook teceu fortes críticas a este mandato, dizendo que este é “equivalente a irem a uma residência e levarem tudo daquela casa, expeto que não se trata apenas de uma casa mas sim de um bairro de quase 400 pessoas”.

Podes ver os detalhes dos desfecho judicial aqui, mas uma coisa é certa: o Facebook, por vezes, preocupa-se com a privacidade dos seus utilizadores.

 

facebook-computer-screen-0915

Compra aqui a tua VPN
Partilhe no Facebook

Floating Widgets