És espiado pelo Facebook, vem saber como neste link

Loading...

O Facebook é a maior rede social. Mas como tu não pagas o Facebook, tem de haver quem paga. Essas pessoas são os anunciantes, que investem dinheiro em publicidade.

Ora, mas para a publicidade ser bem entregue, o Facebook tem que saber “como” entregar. É por isso que recolhe muitos dados teus, na esperança de entregar-te exatamente o que os anunciantes uqerme que tu vejas.

É injusto, mas é assim mesmo…

 

O site Tech em Português fez um bom resumo de toda a situação e dos dados que o Facebook recolhe quando te espia.

  • Os dados utilizados na criação de conta são os primeiros recolhidos. Idade, género, email e número de telefone estão entre os mais valiosos. Já deve ter recebido chamadas de lojas a que nunca deu o número e que não conhece. Há empresas que compram pacotes de dados às redes sociais. Mas isto não acontece só no mundo digital. Sempre que adere ao cartão de cliente de algum estabelecimento comercial e dá estes dados, corre o risco de que sejam partilhados para outros fins.
  • A geolocalização é outro dos aspectos mais valorizados. Com este serviço activado, o Facebook consegue saber os locais que visita e traçar um perfil GPS dos seus movimentos.
  • Sempre que gostamos de alguma página ou publicação estamos a demonstrar interesse por algo. Se gostar de um hotel em Paris, é provável que, por exemplo, lhe apareça informação sobre empresas de aluguer de carros nessa mesma cidade. A sua pegada digital vale mais do que aquilo que pensa.
  • Quando faz login com a conta de Facebook em algum site está a dizer à rede que pode vigiar o que está a fazer. No fundo, está a pagar com a sua informação pessoal a comodidade de não ter de fazer mais um registo.

 

Como podemos nos proteger?

Em primeiro lugar, acede sempre que possível ao Facebook através da Deep Web, desta forma a tua localização nunca é revelada nem o teu IP. Depois, não uses a app do Facebook para Messenger, usa outro cliente com o Disa, que evita com que sejas “espiado” pela rede social através do GPS e outros metadados. Em seguida, ativa um bloqueador de publicidade, como o uBlock, para evitares o tracking da rede quando usas o Desktop. E em mobile, em vez de usares uma app do Facebook, usa antes um browser com o endereço m.facebook.com (e se usares o Opera, ele poupa-te também alguns dados móveis, comprimindo a página).

Embora nada disto seja 100% à prova de “espias”, é melhor do que continuares a deixares, livremente e conscientemente, que o Facebook te espie.

Partilhe no Facebook
Loading...