CCleaner infeta gigantes tecnológicos e milhões de utilizadores com malware

Loading...

Há alguns dias a empresa por trás do popular software CCleaner publicou um relatório onde fazia referência a um malware instalado em alguns updates. Mas omitiu outros resultados, que na altura não sabia, bastantes mais grave.

Inicialmente era previsível que a atualização estivesse a afetar apenas uma pequena percentagem de utilizadores, mas acontece que uma segunda versão do malware, que foi também distribuído, passou despercebido à empresa.

O CCleaner é um popular software para limpeza de disco, que se foca em eliminar tudo o que é “lixo” e ficheiros temporários do nosso computador, normalmente armazenado com o uso normal do Windows.

Eis a lista das empresas que ficaram vulneráveis:

  • Google
  • Microsoft
  • Cisco
  • Intel
  • Samsung
  • Sony
  • HTC
  • Linksys
  • D-Link
  • Akamai
  • VMware

 

Quem infetou o software?

De acordo com o The Hacker News, estamos provavelmente perante um grupo de hackers Chineses

 

Além deste Tweet, a Cisco também revelou, na sua auditoria, que a timezone de um dos ficheiros de configuração dos hackers estava ajustada para um horário Chinês.

 

Como me posso proteger?

Atualiza o CCleaner para a versão mais atual. E lembra-te que apenas sistemas mais antigos, de 32 bits, estão afetados. Se usas um sistema de 64 bits, não estás afetado por este problema.

Consulta mais informações no site ofical do CCleaner.

Partilhe no Facebook
Loading...